segunda-feira, 12 de abril de 2010

2o ano - Reforma Religiosa e Contra Reforma

REFORMA RELIGIOSA EUROPÉIA E CONTRA REFORMA CATÓLICA

No início do século XVI, a mudança na mentalidade das sociedades européias repercutiu também no campo religioso. A Igreja, tão onipotente na Europa medieval, foi duramente criticada.

A Igreja Católica vinha, desde o final da Idade Média, perdendo sua identidade. Gastos com luxo e preocupações materiais estavam tirando o objetivo católico dos trilhos. Muitos elementos do clero estavam desrespeitando as regras religiosas, principalmente o que diz respeito ao celibato. Padres que mal sabiam rezar uma missa e comandar os rituais, deixavam a população insatisfeita.



A burguesia comercial, em expansão, estava cada vez mais inconformada com os padres católicos que estavam condenando o lucro e os juros, típicos de um capitalismo emergentePor outro lado, o papa arrecadava dinheiro para a construção da basílica de São Pedro em Roma, com a venda das indulgências (venda do perdão).

No campo político, os reis estavam descontentes com o papa, pois este interferia muito nos comandos que eram próprios da realeza.


O novo pensamento renascentista também fazia oposição a Igreja. As pessoas começava a ler mais com opinião cada vez mais crítica.
Trabalhadores urbanos, com mais acesso a livros, começaram a discutir e a pensar sobre as coisas do mundo.
Um pensamento baseado na ciência e na busca da verdade através de experiências e da razão.


*- Crítica à moral dos padres – muitos eram envolvidos em escândalos amorosos, bebiam, vendiam os sacramentos, etc...
*- Sentimento nacionalista – com o fortalecimento das monarquias nacionais, os reis passaram a encarar a Igreja, que tinha sede em Roma e utilizava o latim, como entidade estrangeira que interferia em seus países.


Protestantismo













No século 16, um padre alemão chamado Martinho Lutero iniciou um movimento de reforma religiosa que culminaria num cisma, ou seja, numa divisão no seio da Igreja Católica. Foi assim que surgiram outras igrejas, igualmente cristãs, mas não ligadas ao Papado.

Lutero e os outros reformistas desejavam que a Igreja Cristã voltasse ao que eles chamavam de "pureza primitiva".
Entre outras propostas, o cancelamento das indulgências - carta emitida pela igreja que dava perdão aos mortos e vivos. (claro que mediante um pagamento)

A mediação da Igreja e dos Santos também deixaria de existir, prevalecendo então a ligação direta entre Deus e a humanidade. É por isso que, nas igrejas protestantes, não vemos imagens de santos e nem temos o culto à Virgem Maria, mãe de Jesus.

AS 95 TESES

Lutero afixou na porta da Igreja de Wittenberg 95 teses que criticavam vários pontos da doutrina católica.
Entre ontras, condenava a venda de indulgências e propunha a fundação do luteranismo ( religião luterana ).

A salvação do homem ocorria pelos atos praticados em vida e pela fé. Embora tenha sido contrário ao comércio, teve grande apoio dos reis e príncipes da época.
Em suas teses, condenou o culto à imagens e revogou o celibato.

Conseqüências...

Lutero foi excomungado pelo papa Leão X em 1521.
Como também não quis se retratar ao imperador Carlos V, foi expulso do Sacro Império Romano-Germânico. Refugiou-se num palácio e traduziu a Bíblia para o alemão.

O termo protestante...

Em 1529, Carlos V decidiu que a doutrina luterana passaria a ser tolerada nas regiões convertidas, mas proibida no restante da Alemanha.
Os luteranos protestaram e daí nasceu o termo protestante.

Fundamentos da Doutrina Luterana
Livro Sagrado: A Bíblia é a única fonte de fé.
Salvação Humana: pela fé em Deus
Sacramentos: Eucaristia e Batismo
Rito religioso: culto simples (língua nacional)
Áreas de influência: Norte da Alemanha, Dinamarca, Noruega, Suécia, Finlândia.

O Calvinismo






Na França, João Calvino começou a Reforma Luterana no ano de 1534. De acordo com Calvino a salvação da alma ocorria pelo trabalho justo e honesto. Essa idéia calvinista, atraiu muitos burgueses e banqueiros para o calvinismo.

Muitos trabalhadores também viram nesta nova religião uma forma de ficar em paz com sua religiosidade.
Calvino também defendeu a idéia da predestinação (a pessoa nasce com sua vida definida).

Fundamentos da Doutrina Calvinista
Livro Sagrado: A Bíblia é a única fonte de fé.
Salvação Humana: pela fé em Deus. Predestinação
Sacramentos: Eucaristia e Batismo
Rito religioso: culto simples (língua nacional)
Áreas de influência: Suíça, Países Baixos, parte da França, Inglaterra (puritanos), Escócia .

A Reforma Anglicana
Na Inglaterra, o rei Henrique VIII rompeu com o papado, após este se recusar a cancelar seu casamento.
Henrique VIII funda o anglicanismo e aumenta seu poder e suas posses, já que retirou da Igreja Católica uma grande quantidade de terras.

Fundamentos do Anglicanismo
Livro Sagrado: A Bíblia é a única fonte de fé.
Salvação Humana: pela fé em Deus.
Sacramentos: Eucaristia e Batismo
Rito religioso: Culto conservando a forma católica (liturgia, hierarquia da Igreja).
Uso da língua nacional (inglês).
Áreas de influência:Inglaterra


A Contra-Reforma Católica

Preocupados com os avanços do protestantismo e com a perda de fiéis, bispos e papas reúnem-se na cidade italiana de Trento (Concílio de Trento) com o objetivo de traçar um plano de reação.

No Concílio de Trento ficou definido :
*- A salvação humana – depende da fé e das boas obras.
*- A fonte da fé – a Bíblia (melhor interpretada pela Igreja) e a tradição religiosa.
*- A missa e a presença de Cristo – a Igreja reafirmou que no ato da eucaristia ocorria a presença real de Jesus no pão e no vinho.
*- Retomada do Tribunal do Santo Ofício - Inquisição : punir e condenar os acusados de heresiasè Criação do Index Librorium Proibitorium ( Índice de Livros Proibidos ) : Evitar a propagação de idéias contrárias à Igreja Católica
*- A salvação humana – depende da fé e das boas obras.
*- A fonte da fé – a Bíblia (melhor interpretada pela Igreja) e a tradição religiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário